O QUE É ANSIEDADE, CAUSAS, SINTOMAS E COMO TRATAR.


O QUE É ANSIEDADE?

A ansiedade é considerada um dos males do século, muitas pessoas sofrem desse mal em diversas partes do mundo. A Organização Mundial de Saúde estima que 33% da população mundial sofra de ansiedade e no Brasil a taxa é a mais alta do mundo, estima-se que 9,3% dos brasileiros sofram com ansiedade. Mas afinal, o que é ansiedade?

A ansiedade não é algo novo, mas com certeza foi sendo piorada ao longo do tempo por diversos fatores culturais e econômicos. Pode-se caracterizar a ansiedade como uma preocupação excessiva, com o futuro, seja ele o futuro imediato (algumas horas) ou futuro distante (alguns anos), essa preocupação demasiada traz outros sentimentos que acompanham a ansiedade, o medo, a tensão, o pânico.

Porém a ela ocorre de diversas maneiras e em intensidades diferentes, veja alguns exemplos dos tipos de ansiedades mais comuns:


  • Ansiedade benéfica: Esse tipo de ansiedade é considerada positiva e necessária para o dia a dia, ela move a pessoa a “ir para a vida” trabalhar, estudar, conquistar seus objetivos e produzir, sem esse tipo de ansiedade por fazer, a pessoa fica parada, estagnada, sem vontade de realizar até mesmo as mais simples tarefas do dia a dia. Não proporciona nenhum tipo de sofrimento nem promove sintomas físicos, por isso, é considerada benéfica.


  • Ansiedade Mediana: Atinge uma grande parte da população, traz sintomas físicos e psíquicos como leve irritabilidade, falta de concentração, dificuldade para dormir, se manifesta na psique de forma que prejudica o funcionamento saudável do individuo, trazendo tensão, medo, preocupação com situações que muitas vezes nem acontecem, mas já estão acontecendo na mente da pessoa.


  • Ansiedade Grave ou generalizada: Mais conhecido como (TAG), transtorno de ansiedade generalizada, esse tipo de ansiedade desencadeiam sintomas físicos e psíquicos que incapacitam o sujeito de trabalhar, sair de casa, de ter vida social em geral e fazer coisas rotineiras. Esse tipo de ansiedade é caracterizada pela preocupação extremamente desproporcional com situações normais e cotidianas e é acompanhada de 2 ou mais sintomas como inquietação, fadiga, irritabilidade, dificuldade de concentração, tensão muscular e perturbação do sono e tende a durar mais de 6 meses.



3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo